Médico é agredido por casal com COVID-19 que recusou o uso da máscara

Um médico foi agredido dentro de um hospital em Três Corações, no Sul de Minas, por um casal que testou positivo para COVID-19. O homem e a mulher procuraram atendimento médico com sintomas gripais. A agressão aconteceu depois que eles recusaram o uso da máscara. 

 
O caso aconteceu nessa terça-feira (03/05), mas teve repercussão dias depois. De acordo com a Polícia Militar, os militares foram acionados depois que um médico teria sido agredido dentro do Hospital São Sebastião.
 
A vítima contou aos militares que um casal procurou atendimento médico com sintomas gripais e, na sequência, o homem e a mulher testaram positivo para COVID-19 e recusaram o uso da máscara. Além de agressões verbais, o profissional teria recebido chutes e socos.
 
 
“Foi feito um Boletim de Ocorrência, mas os suspeitos não foram localizados. O caso foi encaminhado para ser investigado pela Polícia Civil”, explica PM.Segundo a Fundação Hospitalar São Sebastião, providências legais foram tomadas para proteger os direitos e a integridade de todos os seus funcionários e prestadores de serviço.
 
A Prefeitura de Três Corações enviou nota de repúdio ao caso.  “A Prefeitura se solidariza com o médico Dr. Bruno e com todos os outros profissionais de saúde, que estiveram e continuam na linha de frente nos atendimentos das unidades de saúde, prestando um serviço de qualidade à população”, ressalta nota enviada à imprensa.
 
Ainda segundo a prefeitura, a pandemia não acabou e é importante continuar com as medidas de prevenção ao vírus. “No mesmo dia, estavam outros pacientes para serem atendidos e o risco de contaminação era grande”, alerta.
 

Fonte do link

Compartilhe:

Comentários