Médica entusiasta da cloroquina contra Covid-19 já defendeu outras terapias sem evidências



A imunologista e oncologista Nise Yamaguchi, 58, que chegou a ser cotada para substituir Luiz Henrique Mandetta (Saúde), defende tratamentos e condutas médicas sem evidência científica no contexto da pandemia de Covid-19.

A médica é uma entusiasta do uso precoce da combinação da hidroxicloroquina com o antibiótico azitromicina já nos primeiros sinais da infecção por coronavírus -e não apenas para pacientes graves, como preconiza o Ministério da Saúde.

Por isso e por apoiar o isolamento vertical, em que só indivíduos nos grupos de risco da doença estariam resguardados, Yamaguchi tem sido elogiada por bolsonaristas nas redes sociais.

Na última segunda (6), a médica se reuniu com Bolsonaro, que já manifestou o desejo de liberar o uso da substância mesmo antes da conclusão de estudos de eficácia e segurança. Foi convidada a integrar o gabinete de crise de combate ao coronavírus.
Leia mais (04/08/2020 – 11h50)

Fonte do link

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

dois × dois =