MEC desiste de nomear ex-integrante da gestão Temer para secretaria



O ministro da Educação, Abraham Weintraub, desistiu de nomear Silvio Cecchi como secretário de Regulação do Ensino Superior, subpasta responsável por autorizações de instituições particulares. O recuo tem a ver com o perfil de Cecchi, que atuou na pasta durante a gestão Michel Temer (MDB).

Biomédico, Cecchi já atuou em grandes grupos educacionais, como Anhanguera e na FMU-SP. Na gestão Temer, ocupou uma diretoria da secretaria de Educação Superior, a partir de 2016, e por indicação do MDB assumiu em agosto de 2018 a mesma secretaria de Regulação (Seres) para a qual foi anunciado.

A chegada de Cecchi ao MEC, revelada pela Folha, foi anunciada por Weintraub no último dia 10. 

Mas o perfil incomodou membros do MEC. Cecchi teria insistido em montar toda sua equipe, desagradando a ala militar que, embora enfraquecida, ainda atua no ministério. O coronel Marcos Heleno Guerson de Oliveira Júnior comanda a diretoria de Política Regulatória da Seres.
Leia mais (04/16/2019 – 12h38)

Fonte do link

Comentários no Facebook