'Me senti dilacerada', diz mãe de crianças dopadas por babá na Pampulha


“Me senti dilacerada. Jamais imaginei que isso fosse acontecer.” Essas são as palavras da mãe das crianças, de apenas 2 e 3 anos, que foram dopadas pela própria babá com remédio controlado chamado “Rivotril”, em Belo Horizonte.

A mulher, de 43 anos, foi presa nesta quarta-feira (20) pela Polícia Civil. A mãe, que não quis se identificar, contou à reportagem do O Tempo sobre como tudo aconteceu.

Bacharel em direito, professora de inglês para criança e bastante amável. Era assim que a suspeita era vista pela família do bairro Bandeirantes, na região da Pampulha, para a qual trabalhava.

A contratação aconteceu em novembro do ano passado e não demorou muito para que as crianças apresentassem problemas de saúde. “Me recordo que meus filhos tiveram episódio de sonolência e vômito. Meu filho ainda com 1 ano e 11 meses passou muito mal. Mas não ligava uma coisa a outra” .

O flagrante, no entanto, veio cerca de 50 dias depois, quando a própria mãe viu a babá dar o remédio para uma das crianças “ Vi que ela estava prestes a dar um copo de suco para meu filho. Estava muito estranha. Me aproximei e percebi que ela estava com frasco de ansiolítico na mão. Questionei o que estava fazendo com aquilo. Logo me respondeu que se tratava de um fitoterápico. Indaguei o porquê  de estar dentro daquele recipiente. Ela afirmou que era caseiro e que a amiga fabricava e colocava no frasco de remédio”.

Imediatamente a mãe acionou o Samu e a Polícia Militar. Exames toxicológicos foram realizados e constataram a presença de clonazepan no sangue das crianças. “ Meus filhos poderiam ter morrido em razão da atitude criminosa dessa mulher.”

Letícia, que tem passagens por furto, será indiciada por tentativa de homicídio com dolo eventual por ter assumido o risco de causar um dano maior ao dar uma medicação não prescrita nem indicada para a criança.

Um alívio, para a mãe das crianças “vejo que outras crianças e pais não passarão por essa terrível experiência que vivenciamos.”

Fonte do link