Mãe faz apelo para conseguir ver as filhas


O apelo de uma mãe de Manhuaçu, na zona da Mata, tem causado comoção na internet. A empresária de 26 anos, Alana Patrícia Lemos, usou as redes sociais para denunciar o marido de privação de ver as filhas menores há 1,5 ano, violência doméstica e tortura psicológica. Na publicação, Alana pede para que o homem com quem ela teve por 10 anos união estável, a deixe visitar as filhas ou fazer contato telefônico. No vídeo a empresária mostra que era vítima de espancamentos e ameaças de morte. Segundo Alana, ela possui três medidas protetivas contra o pai das filhas dela. Ela disse que o ex-companheiro conseguiu na justiça a guarda das filhas de 5 e 7 anos, para se vingar depois que ela pediu o divórcio. “Ele agiu de má fé. Ele é advogado e sabe usar a lei a seu favor. Ele levou as meninas para uma viagem ao exterior. Quando voltou, pediu a guarda das meninas alegando a exposição a Covid-19, para que elas não ficassem viajando de Minas ao Espírito Santo, onde ele se mudou depois do fim da relação. Tem 1,5 ano que ele não me deixa ver as meninas”, contou. A mãe solicitou diversos pedidos na justiça para ver as filhas. Até o momento não obteve resposta .O homem não quis comentar sobre o caso alegando segredo de justiça. 

Fonte do link

Compartilhe:

Comentários