Livros de Thalita Rebouças, Paula Pimenta e outros viram aposta do streaming



Saltar das páginas para as telas está em alta. Dezenas de filmes e seriados baseados em livros brasileiros estão sendo produzidos no país, numa tendência que virou fonte de renda extra para os autores, que não só vendem seus direitos autorais para as produtoras, mas são convidados para participar da adaptação de suas histórias ou para escrever roteiros que, no caminho inverso, depois podem virar livros.

Com a paralisação da Agência Nacional do Cinema, boa parte dessa safra está sendo produzida para o streaming, com previsão de estreia para este e o próximo ano. É que, se o governo Bolsonaro não distribui aos produtores os recursos públicos para fazer girar a roda do cinema, multinacionais como a Netflix e Amazon assumem a tarefa.
Leia mais (01/09/2022 – 13h00)

Fonte do link

Compartilhe:

Comentários