Líderes dizem que prazo estabelecido para votação da Previdência é muito curto

Líderes de partidos na Câmara defendem um prazo mais longo para que a comissão especial vote a reforma da Previdência.

O presidente do colegiado, Marcelo Ramos (PR-AM), quer que a proposta seja analisada até o fim de junho – quase dois meses após a instalação da comissão.

O ex-presidente Michel Temer precisou de três meses nesta fase, quando tentou aprovar um projeto para endurecer as regras de aposentadorias e pensões.

O líder do DEM, Elmar Nascimento (BA), questiona o prazo proposto por Ramos. “E ele combinou isso com os russos? Eu não acredito que ele vá conseguir aprovar a reforma nesse tempo. Vamos discutir [esse calendário]”.
Leia mais (05/07/2019 – 08h35)

Fonte do link

Comentários no Facebook