Liderados por Conor McGregor, 50 atletas mais bem pagos somam lucros de R$ 14 bi



O ano de 2020 foi de recordes para o esporte, embora não nos campos, pistas e ringues, mas no cálculo dos lucros e salários dos atletas.

Além da remuneração normal, esses números vêm também de acordos de patrocínio dos esportistas e outros investimentos. Dos 2,8 bilhões de dólares, cerca de R$ 14 bilhões, arrecadados pelos 50 mais bem pagos, cerca de 1 bilhão de dólares (aproximadamente R$ 5 bilhões) veio de fora da atividade esportiva. Esse número é o mais alto da história.
Leia mais (06/05/2021 – 18h06)

Fonte do link

Compartilhe:

Comentários