Interferência de Bolsonaro na PF é 'tipicamente ditatorial', diz Carlos Vereza



O ator Carlos Vereza afirmou que a atitude do presidente Jair Bolsonaro de querer acesso a informações e relatórios confidenciais de inteligência da Polícia Federal é “tipicamente ditatorial”.

“O que o Bolsonaro quer é alguém que seja servil a ele, que fique passando informações, algo tipicamente ditatorial, né? Uma Polícia Federal tem que ter independência, ela é uma instituição do Estado e não de governos que são transitórios. Imagina uma Polícia Federal que fica informando ao Bolsonaro as suas atividades, a quem está investigando. Essa atitude do Bolsonaro é tipicamente ditatorial”, disse Vereza.
Leia mais (04/24/2020 – 13h27)

Fonte do link