Homem que participou de estupro de irmãs jogadas em rio é preso em Arcos

Um dos suspeitos de estuprar duas irmãs, as enrolar em um arame farpado e ainda jogar no rio São Francisco, em março de 1992 em Iguatema, na região Centro-Oeste de Minas Gerais, foi preso nesta quarta-feira (22) em Arcos. 

O homem estava com um novo mandado de prisão em aberto que não foi informado para qual crime. Além disso, ele ainda estava devendo cumprir 8 anos de prisão de uma outra pena. 

Claudionor Arcanjo, de 49 anos, foi condenado por dois crimes de estupro no interior de Minas em 1992. Ele cumpriu 22 anos de prisão. Em 15 de fevereiro de 1992, ele, um tio dele e um adolescente assaltaram um casal de namorados. Ele liberaram o homem, mas sequestraram a adolescente de 13 anos e a levaram a um local ermo onde ela foi estuprada. 

Depois, em março de 1992, os três criminosos forçaram duas irmãs a entrarem no carro deles em Iguatema e as levaram até um local ermo, onde as duas foram estupradas. Depois as irmãs foram enroladas em arame farpado e jogadas no rio. Uma das garotas conseguiu ser ajudada por um pescador e sobreviveu, mas a irmã dela, de 20 anos, morreu afogada. 

O tio de Claudionor Arcanjo foi preso em maio deste ano após 30 anos dos dois estupros ocorridos contra a menina assaltada e as irmãs. Valderico Bernardes, de 63 anos, foi encontrado e preso em Goiás. Ele foi condenado a 73 anos de prisão, mas fugiu do presídio e não foi mais encontrado.

Fonte do link

Compartilhe:

Comentários