Hipercentro de BH estará fechado durante Virada Cultural


Moradores e frequentadores do centro de Belo Horizonte devem ficar atentos. O trânsito na região vai ficar fechado neste fim de semana, devido à realização da Virada Cultural. As interdições começam às 14h de sábado e a normalidade será retomada às 3h de segunda-feira. Faixas estarão espalhadas pela região para orientar os condutores. “É preciso buscar caminhos alternativos para quem quiser passar pelo hipercentro”, observou o presidente da BHTrans Célio Bouzada.

As informações foram divulgadas durante coletiva realizada pela prefeitura na manhã desta quinta (18). Dados sobre toda a operação de segurança também foram repassados à imprensa.

Do efetivo de segurança, 190 homens da Polícia Militar estarão destacados com dedicação total ao evento, além da escalação normal da corporação. A Guarda Municipal vai contar com 700 agentes, 22 viaturas e 40 motocicletas disponíveis. O auxílio de 1,6 mil câmeras irá complementar as forças de segurança. Estações do Move terão atenção especial da PM, segundo informações do tenente-coronel Micael Henrique, comandante do 1ª Batalhão da Polícia Militar.

CUIDADOS COM O CELULAR

A Praça da Estação deve receber uma multidão durante o evento, pois irá concentrar grandes atrações, como Daniela Mercury, Djonga e a dobradinha do bloco Chama o Síndico com Fernanda Abreu. Por isso, a estratégia da PM é apresentar dedicação extraordinária à região, já que ocorrências graves foram registradas no local durante o Carnaval deste ano. Furto e roubo de celular, outro crime que ocorreu com insistência no local durante a parada do orgulho LGBT, estão no alvo de combate da inteligência policial. “É importante que as pessoas guardem o celular em local não-visível, como porta-celulares usados na calça ou dentro da blusa”, recomendou o comandante da PM.

REFORÇO NO TRANSPORTE PÚBLICO

A prefeitura se esforça para melhorar a mobilidade na cidade durante o evento, para que pessoas de todas as regiões consigam se dirigir até o hipercentro sem grandes transtornos. Para isso, o metrô vai funcionar durante as 24 horas da Virada pela primeira vez. Linhas de ônibus circulares (SC01, SC04 e 105) terão horários ampliados e sairão a cada trinta minutos, e veículos do Move também terão reforço. O acesso à região hospitalar estará garantido. Ao todo, 70 linhas de ônibus que passam pelo centro terão seu itinerário alterado.

VIRADA ENCOLHEU

Na ocasião, o secretário de cultura Juca Ferreira, ladeado pela presidente da Fundação Municipal de Cultura, Fabíola Moulin, atualizaram os números grandiosos desta 5ª edição da Virada Cultural. O evento reúne 447 atrações, envolvendo 2837 artistas e mais de 100 toneladas de equipamentos. A pretensão é atrair meio milhão de pessoas.

Os dados são imponentes, mas os números se apresentam menores quando feita a comparação a edição mais recente da Virada, realizada em 2016 – o evento não acontece há dois anos devido à falta de recursos, segundo justificativa da prefeitura. Naquele ano, 580 mil pessoas marcaram presença em mais de 500 atrações, o que consumiu uma verba de R$ 3,5 milhões – R$ 1 milhão a mais do que a edição atual.

A Secretaria de Cultura teve dificuldades de conseguir patrocínio. Em abril, Juca Ferreira havia informado que a administração municipal iria investir R$ 850 mil nesta edição, mas hoje o secretário confirmou que a verba dos cofres da prefeitura totalizam R$ 2,3 milhões, complementados por R$ 200 mil oriundos de parcerias. “O patrocínio no Brasil está vivendo um momento de máxima dificuldade por causa da crise econômica e uma certa hostilização da arte e da cultura”, pontuou Ferreira.

MANIFESTAÇÕES POLÍTICAS

Outro fato que marcou a última edição da Virada foi a proibição de manifestações políticas, recomendação que constava em contrato firmado pela organização do evento com artistas. Questionado se essa imposição iria se repetir, o secretário refutou com veemência a possibilidade. “Não trabalho com a ideia de controlar e dirigir artistas. No palco, o artista é o senhor”, disse.

A recusa foi confirmada pelo representante da PM presente no evento. “Garantimos o direito de manifestação do cidadão”, resumiu o tenente-coronel Micael Henrique.

A Virada Cultural começa às 19h de sábado (20) e vai até 19h do dia seguinte.

Confira aqui a programação completa.

Fonte do link

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

oito + 5 =