Governo espera R$ 3,2 bi por ano de iniciativa privada para adoção de parques na Amazônia



Alegando falta de recursos financeiros, o governo federal assinou nesta terça-feira (9) um programa pelo qual espera arrecadar R$ 3,2 bilhões por ano da iniciativa privada nacional para a preservação de parques em reservas ambientais na Amazônia. O projeto, contudo, sem oficialização, vem sendo anunciado -e até servindo para provocações- desde julho de 2020.

O decreto que cria o programa foi assinado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em cerimônia no Palácio do Planalto, sem a presença do vice-presidente da República, Hamilton Mourão (PRTB), presidente do Conselho da Amazônia, o qual foi segundo evento do dia do qual Mourão não participou.

De acordo com o Ministério do Meio Ambiente, todos os integrantes do governo federal foram convidados. Questionado, Mourão disse que “estava trabalhando” na Vice-Presidência.
Leia mais (02/09/2021 – 19h17)

Fonte do link