Governo demora para definir futuro de Pazuello, e posse de novo ministro só deve ocorrer na quinta



Mesmo diante do pior momento da pandemia de Covid-19 no Brasil, o cardiologista Marcelo Queiroga só deve ser nomeado e empossado como ministro da Saúde na quinta-feira (25), dez dias depois de ter sido anunciado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) como sucessor do general Eduardo Pazuello no cargo.

Governadores e parlamentares da Paraíba, estado de origem de Queiroga e que foram ouvidos pela Folha nesta segunda-feira (22), disseram que não haviam recebido ainda convite para a posse.

A cerimônia, que já teve sua previsão adiada por duas vezes -seria na quinta-feira passada (18), depois, previu-se para esta terça (23)-, porém, depende da resolução de dois problemas.
Leia mais (03/22/2021 – 16h17)

Fonte do link

Compartilhe:

Comentários