Governo anuncia medidas para tentar reduzir fila nas Farmácias de Minas


As filas no entorno das unidades das Farmácias de Minas em Belo Horizonte chamaram a atenção nos últimos dias e foram alvo de várias matérias de denúncias feitas ao longo da semana pelo jornal O Tempo e Super Notícia. Em busca de remédios gratuitos, centenas de pessoas se aglomeravam nas filas sem respeitar a distância mínima de segurança para evitar a contaminação pelo coronavírus. Na tarde desta sexta-feira (17), o secretário de Estado da Saúde, Carlos Eduardo Amaral, anunciou algumas medidas para tentar reduzir o problema.

“A Farmácia do Estado de Minas fez parceria com as clinicas de hemodiálise da região metropolitana de Belo Horizonte para entregar medicamentos aos pacientes que fazem terapia renal substitutiva nestas clínicas para que eles não tenham mais a necessidade de ir até às farmácias. Cerca de 1.400 pessoas serão beneficiadas só com esta medida”, disse o secretário.

Também está sendo elaborado um plano para que os pacientes consigam retirar medicamentos suficientes para o prazo que pode se estender até três meses, o que vai reduzir muito a necessidade de visita às unidades das farmácias. “Outra informação é que temos a possibilidade de dar uma autorização para que as pessoas idosas ou com dificuldades de locomoção possam passar uma procuração para algum parente ou conhecido buscar o medicamento”, completou.

O secretário informou ainda que foi feita uma parceria com uma rede de aplicativo de transporte para que medicamentos sejam entregues diretamente na residência de quem não tem condições de comparecer às unidades da Farmácia de Minas.

 

 

 

Fonte do link

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

2 × dois =