Galo: Guga celebra liberdade de chegar ao ataque sob o comando de Cuca


A chegada do técnico Cuca deve fazer o lateral-direito Guga, do Atlético, ter uma nova função tática na equipe alvinegra. No último domingo, o jogador fez sua primeira partida como titular na temporada sob o comando do novo treinador, na vitória de 3 a 1 sobre o América, que manteve o Galo na liderança do Campeonato Mineiro. O time volta a jogar nesta quarta-feira, às 16h, contra o Pouso Alegre. 

Na última temporada, quando o time era comandado por Jorge Sampaoli, Guga exercia uma função mais defensiva, chegando a atuar como uma espécie de terceiro zagueiro e, até mesmo, como volante, em alguns momentos.

Com Cuca, a tendência é que o jogador tenha liberdade de exercer a função que o fez ser contratado junto ao Avaí, explorando sua capacidade ofensiva. 

“Eles têm estilos bem diferentes e cabe a nós nos adaptarmos da melhor forma. Com o Cuca, tenho mais liberdade do que antes, ele me orienta para sempre tentar ajudar o Savarino ou o ponta direita, fazendo ultrapassagens e chegando por trás. Fiz isso minha vida toda e não será novidade, é um jeito de jogar que estou acostumado”, comenta Guga.

Com o técnico argentino, Guga não tinha autonomia pra subir ao ataque como gostaria, situação que o fez crescer como defensor e ter novos aprendizados que foram importantes para sua formação como lateral. 

“Busquei sugar ao máximo o que o Sampaoli passava, sabia que isso me me ajudar. Os números mostram como cresci neste aspecto, hoje me sinto mais confiante na parte defensiva e tenho muito a evoluir ainda. Não podemos ter a mente fechada. Com o Sampaoli, o jogo era mais posicionado. Com o Cuca, tenho essa liberdade para avançar e trocar de posições”, indica Guga, em entrevista à TV Galo. 

Os próximos jogos devem mostrar o lateral chegando mais na frente, aproveitando bem o estilo de jogo do novo treinador. “Acho que ainda estou preso por ter jogado uma temporada inteira com outra função. É normal ter alguma dúvida, acho que me soltei mais a partir da metade do segundo tempo”, completa.

Fonte do link