França se aproxima de 20.000 mortes por coronavírus


A França registrou 395 mortes provocadas pelo novo coronavírus nas últimas 24 horas, o que elevou o balanço total a 19.718 óbitos, anunciou neste domingo (19) o diretor geral de Saúde, Jérôme Salomon.

Um total de 12.069 pessoas morreram em hospitais (+227) e 7.648 (+168) nas casas de repouso para idosos, enquanto o número de hospitalizados em consequência da COVID-19 voltou a registrar queda, informou Salomon.

O número de pacientes internados pelo coronavírus alcançava neste domingo 30.610, uma leve redução de 29 pessoas. Do total, 5.744 pacientes estavam na UTI com o auxílio de respiradores artificiais, 89 a menos que sexta-feira.

Os dados mostram “uma queda muito lenta da epidemia, embora o número de pessoas hospitalizadas continue sendo elevado”, destacou Jérôme Salomon.

“O confinamento, graças ao esforço de todos vocês, é eficaz, freia com força a epidemia”, completou.

O primeiro-ministro Edouard Philippe advertiu que os franceses não devem recuperar “de imediato e provavelmente durante muito tempo a vida de antes”.

“Não saímos da crise de saúde, embora a situação melhore de maneira progressiva, de maneira lenta, mas segura”, afirmou durante a entrevista coletiva.

A França fabricará em breve 17 milhões de máscaras por semana, com o objetivo de “equipar todos os franceses que desejarem”, destacou o ministro da Saúde, Olivier Veran, antes de afirmar que na semana passada foram produzidas oito milhões.

A França, quarto país do mundo mais afetado pela pandemia em número de mortos, atrás dos Estados Unidos, Itália e Espanha, planeja sair do confinamento de maneira progressiva a partir de 11 de maio.

Fonte do link

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

8 − quatro =