Fluxo de veículos em BH cresce 75% se comparado à primeira semana de isolamento


Desde o primeiro fechamento do comércio não essencial, Belo Horizonte registra aumentos sucessivos no fluxo de veículos que passam pela região central. No período entre 23 e 27 de março, dias após o primeiro decreto do prefeito Alexandre Kalil impondo restrições em meio à pandemia, que passou a vigorar no dia 20 do mesmo mês, a capital mineira registrou fluxo de 128.759 veículos. Passados três meses, esse total saltou para 226.182, contabilizados entre os dias 22 e 26 de junho um aumento de 75,7%.

Esse número, porém, é menor do que o contabilizado uma semana antes. Entre os dias 15 e 19 de junho, 229.316 veículos passaram pelo centro de BH. O balanço é coletado a partir de dados de nove pontos onde a BHTrans tem equipamentos de fiscalização eletrônica, que fazem também a contagem volumétrica de veículos. Os equipamentos implantados dentro da área central, perímetro da avenida do Contorno.

O monitoramento do tráfego também é um dos fatores analisados pelo comitê de enfrentamento à Covid-19 em BH para liberação ou não de mais setores do comércio. Nesta semana, a capital mineira voltou à estaca zero, com o fechamento de todas as atividades consideradas não essenciais.

Outro fator analisado pela equipe de técnicos da Prefeitura de BH é a capacidade de leitos de terapia intensiva e enfermagem para atendimento de casos de coronavírus. A taxa de ocupação de leitos está em 87% para UTIs Covid-19, e 88% para demais UTIs. Em enfermarias, a taxa de ocupação é de 71% Covid-19, e 68% não Covid-19.

O número preocupa as autoridades e a prefeitura da capital informou que  está verificando com os hospitais pertencentes ao SUS a possibilidade da abertura imediata de novos leitos de UTI.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde (SMSA), em junho, foram abertos 232 leitos para tratamento de pacientes com Covid-19 na rede SUS-BH – 81 UTIs e 151 enfermarias. Somente na última semana, foram colocados em funcionamento desde a quinta-feira, dia 25, 74 novos leitos Covid-19 – 19 UTIs e 55 em enfermarias.

O órgão também alerta que caso os índices de contaminação não sejam reduzidos, todos os esforços de abertura de novos leitos para o atendimento de pacientes podem não ser suficientes para o volume de pessoas que vão necessitar de assistência.

Veja o crescimento semana a semana do fluxo de veículos em BH antes e durante a pandemia

09/03 a 13/03 – 279.567

16/03 a 20/03 – 233.051

23/03 a 27/03 – 128.759

30/03 a 03/04 – 139.094

06/04 a 10/04 – 135.647

13/04 a 17/04 – 158.858

20/04 a 24/04 – 144.123

27/04 a 01/05 – 156.505

04/05 a 08/05 – 181.516

11/05 a 15/05 – 184.653

18/05 a 22/05 – 188.832

25/05 a 29/05 – 201.525

01/06 a 05/06 – 218.481

08/06 a 12/06 – 227.858

15/06 a 19/06 – 229.316

22/06 a 26/06 – 226.182

Fonte do link

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

3 × três =