Filme sobre ginastas dos EUA mostra anos de dor causada pelo silenciamento



O silenciamento é uma prática de opressão. É a cegueira da palavra que poderia manifestar abuso, corrupção ou qualquer outro ato ilícito. É a manifestação obscura de um poder que, ainda que temporal, marca a vida daqueles e daquelas que se encontram submetidos a uma estrutura permissiva, reforçadora de práticas opressivas.

Nestes 20 anos de pesquisa com a memória dos atletas olímpicos brasileiros, ouvi muitas histórias, várias delas registradas em vídeo. Sem medo, sem culpa. Com nomes e sobrenomes de pessoas que se aproveitaram do momento e do lugar de poder que ocuparam.

É sabido que o poder inebria e ilude o desatento. Faz crer que a cadeira e a mesa físicas ocupadas em uma sala protegida por paredes, portões e seguranças armados representam uma imunidade eterna garantida por aquilo que se pode barganhar no momento. Triste ilusão.
Leia mais (07/03/2020 – 23h15)

Fonte do link

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

dois × 5 =