Estupros viram arma de guerra em conflito no Tigré, diz ONG



Tropas da Etiópia e da Eritreia, no nordeste da África, estupraram centenas de mulheres e meninas na região sob conflito do Tigré, forçando algumas vítimas à escravidão sexual e mutilação, de acordo com um relatório da Anistia Internacional divulgado nesta quarta-feira (11).
Leia mais (08/11/2021 – 21h10)

Fonte do link

Compartilhe:

Comentários