Especialista descarta relação de assalto no ItaúPower com roubo no BH Shopping

O noticiário policial, mais uma vez, foi tomado por um assalto a joalheria em um centro comercial. O ocorrido no ItaúPower Shopping, em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, nesta sexta-feira (20), segundo especialista de segurança e uma fonte da Polícia Militar, não tem relação com o que aconteceu no BH Shopping 13 dias antes.

“Já era de se esperar [mais crimes como o do shopping de BH]. Quando um crime [da proporção do registrado no BH Shopping acontece] acaba caindo no âmbito da sociedade e esta informação passa a ser de domínio geral e acarreta um processo de mitificação: ‘Fizeram isso e eu também posso’”, explica Jorge Tassi, especialista em segurança.

Uma fonte da Polícia Militar também confirmou à reportagem de O TEMPO que “a princípio” o assalto de hoje não tem relação com o do BH Shopping por conta do modo de agir.

Tassi reforça que o assalto praticado no centro comercial de Contagem “não tem a menor característica do BH Shopping”. “Tivemos uma reprodução grossa do processo. As estruturas dos crimes são completamente  diferentes. O vídeo mostra que o criminoso pegou aquilo que era possível. Abre a bolsa e aquilo que estava à vista levou. Não se preocupou com a peça A, B ou C. Ele estava totalmente desguarnecido”, destaca.

Os recentes assaltos a joalherias de shoppings levanta o debate sobre a segurança nestes centros comerciais. “A mudança de procedimento nas lojas é preciso: mudar a forma como as peças são expostas, dificultar a prática do delito. A segurança nos shoppings precisa ser tratada de forma diferente, mas ainda é preciso encontrar a medida correta”.

Fonte do link

Compartilhe:

Comentários