Escaladora cai em ravina na Serra do Cipó, e resgate leva 14 horas para achá-la


Quatorze horas, aproximadamente, foram necessárias para que o Corpo de Bombeiros conseguisse resgatar uma escaladora de 31 anos que caiu em uma ravina na Serra do Cipó, na região Central de Minas Gerais. O acidente aconteceu ainda na tarde desse sábado (9) na cachoeira Rio das Pedras, mas a operação só terminou na madrugada deste domingo (10) quando os militares conseguiram colocar a mulher no helicóptero Arcanjo para que ela pudesse ser levada até o Hospital de Pronto Socorro (HPS) João XXIII, em Belo Horizonte.

Mais de 15 horas após despencar pelo barranco, a mulher ainda estava ligeiramente consciente quando os bombeiros conseguiram alcançá-la. Ainda não há detalhes sobre o estado de saúde dela, mas sabe-se que a escaladora sofreu inúmeras escoriações pelo corpo decorrentes da queda. A chamada para o Corpo de Bombeiros foi feita ainda às 14h desse sábado por uma amiga da vítima. Pelo telefone, ela declarou que não sabia de que altura sua amiga tinha caído, informou apenas que ela ainda estava consciente, mas com sangramentos no ouvido e na boca.

A operação para salvar a escaladora se estendeu ao longo da tarde, da noite e da madrugada dada a dificuldade de acesso ao ponto no qual ela estava caída. Os militares precisaram usar uma técnica de tirolesa para descer pela fenda por onde a mulher caiu. A ravina – acidente geográfico que normalmente é formado pela ação de córregos – onde o acidente aconteceu está a praticamente 40 KM do aeródromo da Serra do Cipó, único lugar em que o helicóptero Arcanjo pôde ser pousado.

Fonte do link

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

três + dez =