Em um sábado à noite, festa presidencial na Flórida virou zona quente de coronavírus



As luzes estavam reduzidas e as bolas de discoteca giravam quando um bolo com um enfeite lançando chamas para o ar foi trazido sob uma versão intensa de “Happy Birthday”, acompanhada pelo presidente Donald Trump. A aniversariante, Kimberly Guilfoyle, namorada de Donald Trump Jr., deu um soco no ar e gritou: “Mais quatro anos!”

Foi uma noite de sábado luxuosa, festiva e despreocupada em Mar-a-Lago há uma semana, que em retrospectiva agora parece o último hurra do fim de uma era e o início de outra. Desde então, a propriedade presidencial na Flórida tornou-se uma espécie de zona quente do coronavírus. Pelo menos seis convidados de Mar-a-Lago no último fim de semana disseram estar infectados, e outros se puseram em quarentena.

Até agora, nem o presidente nem sua família relataram sentir-se doentes ou teriam se isolado. Após dias de resistência, Trump divulgou neste sábado (14) que finalmente havia feito um teste para a doença e que aguardava os resultados, sem explicar por que sua equipe divulgou horas antes uma declaração enganosa do médico da Casa Branca, ainda insistindo que não havia necessidade de teste porque ele não exibia sintomas.
Leia mais (03/14/2020 – 20h00)

Fonte do link

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

quatro × dois =