Em jogo ruim, Cruzeiro arranca empate contra o Patrocinense aos 49 minutos


No empate do Cruzeiro contra o São Raimundo, pela Copa do Brasil, o treinador Adilson Batista foi enfático: “é um jogo para esquecer”. Neste domingo, a Raposa ampliou sua série de “jogos para esquecer”, no confronto contra o Patrocinense, pela sexta rodada do Módulo I do Campeonato Mineiro. Em partida muito ruim tecnicamente, a Raposa conseguiu ser ainda pior do que o time do interior, mas arrancou o empate por 1 a 1, no Estádio Pedro Alves Nascimento, em Patrocínio

A equipe estrelada, praticamente, nada criou. Trocou passes improdutivos para o lado e sequer levou perigo à meta de Thiago Passos. Para completar, vacilou duplamente na defesa, com Valdir e Léo, e permitiu o cabeceio de Paulo Renê, aos 46 minutos do primeiro tempo. Poderia ter sido pior para a Raposa, caso o o atacante não tivesse desperdiçado outras duas reais chances de balançar a rede de Fábio. Maurício, aos 49 do segundo tempo, encontrou o gol que evitou o revés estrelado.

Com o empate fora de casa, o Cruzeiro perdeu a oportunidade de chegar à ponta da tabela. Soma 11 pontos, na quinta colocação. O CAP, por sua vez, soma oito, em sexto lugar. A Raposa volta a campo na quinta-feira, às 19h15, em jogo adiado contra o Tombense, no Almeidão. O Patrocinense encara a Caldense, dia 1º de março, às 10h, no Ronaldão, em Poços de Caldas.

A falta de criatividade no meio-campo cruzeirense, mais uma vez, foi flagrante. A inoperância do ataque, igualmente explícita e personificada na figura de Roberson. No meio da semana, Adilson Batista pediu paciência com o jogador. No entanto, será difícil contar com a benevolência da torcida, diante da limitação técnica demonstrada pelo centroavante.

A provável solução para qualificar o setor desembarca em Belo Horizonte nesta terça-feira, quando Marcelo Moreno pisar o solo mineiro. Contudo, até o boliviano ter condições de jogo, Adilson Batista terá de se virar com Roberson, Alexandre Jesus, Welinton e Vinícius Popó, o quarteto acionado na noite deste domingo.

 

FICHA TÉCNICA

Patrocinense 1 x 1 Cruzeiro

GOLS: Paulo Renê, aos 46 minutos do primeiro tempo, e Maurício, aos 49 minutos do segundo tempo

Cartões amarelos: Alemão, Thiago Passos, David e Alemão (Patrocinense); Léo e Welinton (Cruzeiro)

Cartão vermelho: Júlio Pacato

PATROCINENSE: Thiago Passos; Marcelo, Alisson, Gregory e Pedro Rosa; Léo Costa, Rodney, Alemão (David) e Diego Luís (Jayme); Giba e Paulo Renê (Júlio Pacato)

Técnico: Thiago Oliveira

CRUZEIRO: Fábio: Valdir, Cacá, Léo e João Lucas; Jadsom, Pedro Picalho, Maurício e Everton Felipe; Roberson (Welinton) e Alexandre Jesus (Marco Antônio)

Técnico: Adilson Batista

Fonte do link