Em áudio, desembargador de Minas propõe vaga fantasma a filho, esposa e sogra



?Em interceptações telefônicas da Polícia Federal, o desembargador Alexandre Victor de Carvalho, do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, propõe que o filho e a mulher dele atuem como funcionários públicos fantasmas, sem cumprir as cargas horárias exigidas para os cargos, e sugere até um esquema de “rachadinha” para dividir salário a ser pago pelo erário à sogra.

A transcrição dos áudios, obtida pela Folha, consta de investigação iniciada em 2015, cujo foco são supostos esquemas de corrupção e troca de favores envolvendo magistrados do segundo maior tribunal de Justiça do país.
Leia mais (05/02/2019 – 08h00)

Fonte do link

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

16 − três =