'Ele tem que explicar, pode ser, pode não ser', diz Bolsonaro sobre ex-assessor citado em relatório do Coaf

0
9
Gostou do post?



O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL-RJ) afirmou a jornalistas no início da tarde deste domingo (9) que Fabrício Queiroz, ex-assessor de seu filho Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), deve explicações sobre as movimentações financeiras atípicas identificadas em relatório do Coaf.

O órgão citou repasses entre Fabrício e outros assessores do senador eleito. Questionado se vê isso com naturalidade, o presidente disse: “Ele tem que explicar, pode ser, pode não ser”.

Ainda assim, Bolsonaro sugeriu que foram baixos os valores transferidos entre os assessores ?, ressaltando que as movimentações mais altas aconteceram com a mulher e as duas filhas. “Um ao longo de um ano transferiu 800 reais. O outro transferiu 1.500 reais, poxa.”

O presidente eleito voltou a dizer que não conversou com o ex-assessor, de quem é amigo há décadas. 
Leia mais (12/09/2018 – 12h50)

Fonte do link

COMPARTILHAR

Comentários no Facebook