Durante 77 dias, Trump usou políticos, extremistas e manobras para tentar subverter a eleição



Na quinta-feira, 12 de novembro, os advogados eleitorais do presidente Donald Trump já haviam concluído que a realidade que ele enfrentava era o inverso da narrativa que ele estava promovendo em suas declarações e no Twitter. Não havia evidências substantivas de fraude eleitoral e não havia de longe “irregularidades” em número suficiente para reverter o resultado das urnas nos tribunais.
Leia mais (02/02/2021 – 23h25)

Fonte do link

Compartilhe:

Comentários