Doria manobra para destituir superintendente do Sebrae de SP ligado a Márcio França



A tentativa do governador João Doria (PSDB) de colocar um nome ligado à sua gestão como superintendente do Sebrae de São Paulo, entidade do Sistema S com R$ 1 bilhão em caixa, criou indisposição dentro do órgão e parou na Justiça.
 
Isso porque o atual superintendente, Luis Sobral, foi eleito internamente ao cargo no ano passado com um mandato que duraria até 2022. 
 
A insatisfação de Doria tem motivo: Sobral foi indicado em uma articulação do ex-governador Márcio França (PSB) com o presidente da Fiesp (Federação das Indústrias de São Paulo), Paulo Skaf (MDB), adversários do tucano no pleito de 2018.
Leia mais (04/29/2019 – 17h00)

Fonte do link

Comentários no Facebook