Dominghetti quis vender vacinas após suposto pedido de propina, diz rádio

Áudios obtidos pela CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Covid e revelados hoje pela rádio CBN mostram que Luiz Paulo Dominghetti, policial militar que se apresenta como representante da Davati Medical Supply, continuou negociando com o Ministério da Saúde mesmo depois do suposto pedido de propina feito por Roberto Dias, então diretor de logística da pasta.

Fonte do link

Compartilhe:

Comentários