Doença de Bolsonaro impõe nova rotina ao governo, com testes e despachos a distância



Palcos de reuniões com pessoas sem máscaras que conversavam e se abraçavam como se tudo estivesse normal, os Palácios do Planalto e da Alvorada terão nova rotina diante do resultado do exame que indicou que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) está infectado pelo novo coronavírus.

A negligência deu lugar à cautela. Ainda na segunda-feira (6), quando estava com febre e, então, resolveu fazer exames, Bolsonaro cancelou a reunião ministerial que teria na manhã de terça (7) e procurou ficar mais afastado dos apoiadores que o aguardavam no Palácio da Alvorada, residência oficial.

Apesar do risco, foi o próprio Bolsonaro quem informou a jornalistas que tinha Covid-19. Em determinado momento, chegou a tirar a máscara, o que obrigou que EBC, CNN Brasil e Record afastassem temporariamente as equipes que cobriram o anúncio da doença.
Leia mais (07/07/2020 – 23h15)

Fonte do link

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

quatro × 2 =