Dia dos Namorados: Onda Vermelha restritiva autoriza horário ampliado para bares


O governo de Minas Gerais, via Comitê Extraordinário Covid-19, anunciou mudanças no Minas Consciente nesta quinta-feira (10), no que diz respeito a versão mais restritiva da Onda Vermelha (batizada Cenário Desfavorável), criada na semana passada. A partir desta sexta-feira (11), as cidades que integram o subgrupo podem permitir o funcionamento de salões de beleza, academias e clubes até às 19h, mediante agendamento prévio e aferição de temperatura do público na entrada do ambiente. 

“Considerando que esses equipamentos permitem o controle de acesso dos usuários, foi entendido que haveria possibilidade de permissão do funcionamento, mesmo numa situação de cenário desfavorável, mantendo todas as medidas de proteção”, explicou, em nota à imprensa, o secretário adjunto de Saúde, André Luiz Moreira.

Dia dos Namorados
Além disso, bares, restaurantes e estabelecimentos do tipo nos municípios da Onda Vermelha Cenário Desfavorável também vão poder abrir com menos restrições e de maneira excepcional no fim de semana do Dia dos Namorados (12 de junho).

A medida vale para os dias 11, 12 e 13 de junho, quando os estabelecimentos poderão funcionar com atendimento até as 22h. A partir de segunda-feira, o atendimento volta a ser limitado até as 19h, sendo permitido somente  delivery após esse horário.

Vale ressaltar que a única fase do programa Minas Consciente de adesão obrigatória é a Onda Roxa. Nas demais, os prefeitos devem decidir se participam ou se seguem suas próprias regras.

Regiões
Atualmente, 12 macrorregiões do Estado estão na Onda Vermelha, enquanto as macros Triângulo do Norte e Vale do Aço seguem na Onda Amarela. Houve mudanças da semana passada para esta: a macrorregião Norte regrediu da amarela para a vermelha, enquanto a do Triângulo do Sul deixou a Onda Vermelha Cenário Desfavorável e agora se enquadra nas regras básicas da Onda Vermelha.

As macrorregiões do Sul, Oeste, Leste do Sul e Centro-Sul seguem na Onda Vermelha Cenário Desfavorável. No patamar mais severo, ficam proibidos eventos de atrativos culturais e naturais, por exemplo.

Não há nenhuma microrregião de MG na Onda Verde, mais flexível.

“Seguimos em um momento heterogêneo da pandemia, com mais estresse na rede assistencial em alguns locais. Por isso, precisamos manter todos os cuidados e reconhecer as necessidades diferentes das regiões para tomada de decisões”, informou, em nota, o secretário de Saúde de Minas Gerais, médico Fábio Baccheretti.

 

 

Fonte do link