Derrota no terceiro turno



O terceiro turno das eleições presidenciais foi disputado na Câmara, na votação da reforma previdenciária. O placar avassalador, 379 a 131, não assinalou um triunfo de Bolsonaro, mas da articulação parlamentar liderada por Rodrigo Maia (DEM-RJ), pelo relator, Samuel Moreira (PSDB-SP), e pelo presidente da comissão especial, Marcelo Ramos (PL-AM). A esquerda -PT, PDT, PSB e PSOL- sofreu, mais que um insucesso parlamentar, uma derrota política de proporções históricas. Essencialmente, ela colocou-se fora do jogo político, encarcerando-se voluntariamente na cela de Lula.
Leia mais (07/13/2019 – 02h00)

Fonte do link

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

8 + 1 =