Defesa de Lula contesta Moro e diz que inquérito da PF usou Lei de Segurança Nacional



A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva contesta a declaração de Sergio Moro (Justiça) de que houve uma “confusão” na divulgação do inquérito aberto contra o petista.

Como mostrou o Painel, em um despacho de novembro de 2019 o ministro pediu investigação sobre um vídeo do ex-presidente, citando a possibilidade de existência de crime contra a honra do presidente Jair Bolsonaro, mas não fala da Lei de Segurança Nacional.

Na semana passada, o ministério havia confirmado que a apuração era baseada na lei. Nesta segunda (24), porém, pediu desculpas e disse que houve um erro.

O advogado de Lula, Cristiano Zanin Martins, diz que a conduta narrada por Moro no ofício “se enquadra, em tese, no art. 26 da Lei de Segurança Nacional”. 
Leia mais (02/24/2020 – 16h26)

Fonte do link

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

um × um =