Cúpula da CPI vê evidências de "crime gravíssimo" após Miranda citar Barros

Senadores da cúpula da CPI da Covid disseram hoje, após o encerramento de uma sessão longa, tumultuada e repleta de trocas de farpas, que há evidências de um “crime gravíssimo” por parte do governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na negociação da vacina indiana Covaxin.

Fonte do link

Compartilhe:

Comentários