Crise na CBF é vista como chance para clubes formatarem liga



Rogério Caboclo está no Rio de Janeiro e diz que não sairá da Barra da Tijuca até voltar a se sentar na cadeira da presidência da CBF. O afastamento provisório de 30 dias se encerra na terça-feira (6) e a comissão de ética deve estender o período por mais 15 dias.
Leia mais (07/01/2021 – 18h06)

Fonte do link

Compartilhe:

Comentários