Covid-19: Minas Gerais teve uma morte por hora confirmada nas últimas 24h


A cada hora entre sexta-feira (5) e este sábado (6), um mineiro morto pelo coronavírus entrou para as estatísticas da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG), que até esta manhã declarou ter confirmado a existência de 328 óbitos causados pela infecção em Minas Gerais – 24 apenas nas últimas 24 horas, 48 de quinta-feira (4) para cá e 82 desde o balanço de terça-feira (2).

O número de infectados que receberam diagnóstico pelo Estado também continua a crescer, e desde de quarta-feira (3) a quantidade de novos casos por dia permanece próximo de 1.000 – sendo 1.071 na quarta, 1.021 na quinta, 961 na sexta-feira e 944 neste sábado (6). Somados os novos diagnósticos confirmados nas últimas horas, o total de infectados em Minas Gerais beira 15 mil – são 14.939 nesta manhã.

A capital Belo Horizonte responde por cerca de cem dos casos notificados pela pasta entre sexta e sábado, como também é responsável por dois dos óbitos que constam nas estatísticas desta manhã. Outros quatro dos 24 óbitos aconteceram metade em Contagem, na região metropolitana, e a outra metade em Caratinga, no Rio Doce.

O município de Juiz de Fora, na Zona da Mata, é o terceiro com maior quantidade de infectados em Minas Gerais e responde por 40 dos novos 944 diagnósticos do Estado. Seis das 24 mortes confirmadas desde a manhã de sexta-feira aconteceram na cidade. Segunda cidade no ranking das que concentram o maior número de casos, Uberlândia é responsável por 59 dos casos mais recentes, e na cidade são cerca de 1.200 infectados pelo coronavírus.

Vinte e quatro óbitos

As mortes causadas pela Covid-19 e que constam pela primeira vez na lista da SES-MG aconteceram em 16 cidades, são elas: Belo Horizonte, Bom Jesus do Galho, Caratinga, Contagem, Divinópolis, Ipatinga, Itajubá, Janaúba, Juiz de Fora, Lagoa da Prata, Lima Duarte, Nova Lima, Pintópolis, Santana do Paraíso e Teófilo Otoni. Há ainda uma morte cuja origem não está identificada. O paciente mais jovem que faleceu após contrair a doença tinha apenas 26 anos e não possuía quaisquer comorbidades anteriores, segundo a própria Secretaria de Saúde. As mortes que aparecem no relatório ocorreram entre 21 de maio 4 de junho.

Interiorização

A situação da pandemia de coronavírus em municípios do interior começa a preocupar inúmeras prefeituras e mesmo o Estado. Importante cidade do Vale do Aço, Ipatinga atualmente não possui mais leitos públicos disponíveis para pacientes diagnosticados com a Covid-19. Os hospitais da cidade ligados ao SUS atendem além de moradores do município, também pessoas que residem em outras cidades, mas que buscam atendimento médico qualificado em Ipatinga. Com seis mortes causadas pelo coronavírus, o município do Vale do Aço contabiliza 410 diagnósticos positivos para a Covid-19 – entretanto, balanço da Saúde ainda não está alinhado com o da prefeitura e aponta apenas para 398 casos.

O alerta também está aceso na cidade de Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, onde são 16 mortes pela doença e 389 moradores infectados. Apesar dos índices, o município permitiu a reabertura de shoppings, centros comerciais e galerias a partir da próxima segunda-feira (8). Contudo, a Justiça vetou o decreto com a justificativa de que a reabertura desses espaços aconteceria em um momento inadequado.

Além da capital Belo Horizonte, outras 26 cidades de Minas Gerais ultrapassaram a marca dos cem casos confirmados de coronavírus. São elas: Araxá (147), Barbacena (299), Betim (223), Contagem (389), Coronel Fabriciano (145), Divinópolis (226), Extrema (112), Governador Valadares (254), Ipatinga (398), Itabira (408), Itabirito (109), Jaboticatubas (108), João Monlevade (100), Juiz de Fora (685), Lagoa da Prata (110), Mariana (328), Muriaé (233), Nova Lima (216), Paracatu (176), Patos de Minas (107), Pouso Alegre (131), Ribeirão das Neves (114), Teófilo Otoni (320), Uberaba (253), Uberlândia (1.189) e Unaí (231).

Cerca de três meses após a confirmação do primeiro caso de Covid-19 em Divinópolis, o coronavírus se alastrou por outros 502 municípios de Minas Gerais – mais da metade dos 853 existentes no Estado. As mortes também não estão concentradas em uma única região e, de acordo com dados da Saúde, aconteceram em 124 cidades. Atualmente, a taxa de letalidade da infecção em Minas é de 2,5%.

Fonte do link

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

6 + vinte =