Corpos de casal de moradores de rua são encontrados no Barreiro


Os corpos de duas pessoas que seriam moradores de rua foram encontrados na manhã desta terça-feira (4) embaixo de um viaduto próximo ao número 1.002, no bairro Santa Margarida, na região do Barreiro. 

De acordo com as primeiras informações da Polícia Militar, o casal foi encontrado em uma área com pouca visibilidade, devido ao mato alto e o acúmulo de lixo no local. Os dois estavam sem documentação, mas são conhecidos como Leonardo e Samira, essa que seria transsexual. Segundo os militares, os dois foram mortos com tiros na cabeça.

A tenente Janaína Alves do 41 Batalhão da Polícia Militar explicou que os corpos foram encontrados após uma chamada anônima, via 190. “O que a gente tem de informação é que na noite de ontem foram ouvidos alguns disparos na região, apesar de ser um local mais ermo, de difícil acesso. Esse fato então provavelmente ocorreu na noite de ontem e os corpos encontrados a partir desse chamado anônimo”, explicou.

A tenente informou que uma das vítimas foi morta a tiros enquanto estava deitada em um colchão. A suspeita é de que uma terceira pessoa na cena do crime tenha efetuado os disparos. Até o momento a arma utilizada não foi encontrada e nenhuma testemunha viu movimentação de pessoas no local. 

Comerciantes da região contaram à reportagem que o casal era bastante alegre, pedia comida em restaurantes próximos, mas tinham envolvimento com drogas. Uma outra moradora de rua conhecida como Bianca, 26, e que mora em outro ponto da avenida afirmou que chegou a ver o casal na noite dessa segunda-feira (3).

“Ontem a noite eu só cheguei lá para pedir comida a eles. Depois saí e fui dormir. Me acordaram e fiquei sabendo que tiham matado eles. Já tinha muito tempo que eles moravam aqui, eram tranquilos e companheiros”, afirmou. 

A brutal morte do casal de moradores de rua assustou os residentes da região. Alguns ficaram no passeio da avenida Tereza Cristina acompanhando os trabalhos das autoridades. Aparentemente, a perda, no entanto, deixou o melhor amigo do casal triste: o cachorro das vítimas. 

Durante todo o trabalho dos militares e da perícia o cão vira-lata preto e de pequeno porte ficou sobre o corpo de um dos seus donos. A Guarda Municipal fez o recolhimento do animal que será encaminhado para a zoonose de Belo Horizonte. Um dos militares manifestou interesse em adotar o cão.

Fonte do link