Competência é a melhor estratégia de Joe Biden

O presidente Joe Biden terá êxito? Como muitas outras pessoas, nos Estados Unidos e no exterior, eu ansiosamente espero que sim. Mas primeiro precisamos concordar com o que significa “êxito”. Significa, acima de tudo, restaurar a ordem na política deste país. Isso exige tornar politicamente insustentável a atual direção do Partido Republicano. Sem isso, a esperança de restaurar a estabilidade democrática no país e um papel importante para os EUA no mundo poderá ser vã.

Em seu animador discurso de posse na semana passada, tão diferente das arengas sobre a “chacina norte-americana” de seu antecessor, Biden declarou: “Aprendemos mais uma vez que a democracia é preciosa. A democracia é frágil. E nesta hora, caros amigos, a democracia prevaleceu”. Ele estava certo, sobre todos os pontos.

Mas “esta hora” não é para sempre. As forças que levaram Donald Trump ao poder não desapareceram. Como disse o especialista em populismo Jan-Werner Muller, da Universidade Princeton, “Populistas mais inteligentes que Trump sufocam a democracia lentamente com maquinações legais e constitucionais”. Trump pode ter partido. O trumpismo não. Como comentou o escritor indiano Kapil Komireddi, a fusão das grandes empresas com a intolerância é poderosa. Os ricos dos Estados Unidos certamente prosperaram.
Leia mais (01/26/2021 – 23h15)

Fonte do link