Como pode terminar o ciclo longo da dívida

0
1
Gostou do post?

“Alguns dizem que o mundo acabará em fogo; alguns, em gelo”. Esses versos brilhantes do poeta Robert Frost capturam as perspectivas econômicas para o planeta. Alguns alertam que o mundo de dívidas altas e taxas de juros baixas terminará no fogo da inflação. Outros profetizam que o fim virá em forma do gelo da deflação. Outros ainda, como Ray Dalio, do grupo Bridgewater, são mais otimistas: a economia não será queimada e nem congelada; continuará nem quente nem fria demais, como o mingau do bebê urso, ao menos nos países que tenham a sorte e o juízo de captar dinheiro em moedas que eles podem criar livremente.
Leia mais (05/15/2019 – 17h19)

Fonte do link

Comentários no Facebook