Como o futebol virou uma pauta feminista na Argentina



A Argentina vive com animação a disputa da Copa do Mundo deste ano. Embora com menos visibilidade que o futebol masculino, os jogos da seleção feminina são notícia e as atuações são discutidas no país.
Na estreia, as argentinas empataram em 0 a 0 com o Japão, um resultado comemorado. No segundo jogo, perderam de 1 a 0. Nesta quarta (19), a equipe enfrenta a Escócia, às 16h.

A moda do futebol feminino na Argentina começou a ganhar força com as manifestações no #NiUnaMenos, em 2015. A princípio, o grupo se reuniu e organizou atos pela luta contra a agressão às mulheres. Logo as bandeiras se estenderam, incluindo a defesa da lei do aborto, a igualdade salarial e também o futebol. 

Neste meio, a maior referência é Macarena Sánchez, chamada de “Maca” Sánchez, 27, que não está na seleção mas foi a primeira jogadora a assinar um contrato profissional com um clube, o San Lorenzo. Seu rosto estampa camisetas de várias garotas e adolescentes nos protestos feministas.
Leia mais (06/18/2019 – 13h12)

Fonte do link

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here