Comerciante encontra dona de carteira com R$ 1.150 após mais de um ano


Quando já perdia as esperanças de reencontrar a sua caretira com mais de R$ 1.000, Maria Mazzarela Zaidan, mais conhecida como Dona Mazza, de 68 anos, foi surpreendida por um ato de generosidade.

A história é assim: Mazza estava vindo de uma viagem de Brasília, no Distrito Federal, para Ponte Nova, na Zona da Mata, cidade onde mora, em julho de 2018. Na última parada antes do destino final, no distrito de Cachoeira do Campo, em Ouro Preto, região Central de Minas, ela esqueceu o objeto com o dinheiro no caixa de um restaurante.

Mas ela não percebeu logo em seguida à perda da carteira. “Apenas dois dias depois, quando eu fui pegar o dinheiro, que eu fui procurar a carteira e não achei”, contou. “Eu achei que estaria na rodoviária de Ponte Nova, que foi onde eu desci. Procurei, perguntei as pessoas, mas não achei”.

Mas, para a surpresa de dona Mazza, a tristeza de ter perdido o dinheiro virou alegria e alívio. “Na semana passada, eu recebi o telefonema de uma colega que faz hidroginástica comigo. Ela me perguntou se eu tinha perdido uma carteira há algum tempo atrás, e eu disse que sim”, relatou.

Mas, quem é essa colega da dona Mazza?

Ela é sogra de um rapaz, o Luciano, que vende produtos para o dono do restaurante em que ela perdeu a carteira. 

Segundo Geraldo da Costa, de 67 anos, dono do estabelecimento onde o objeto estava, as esperanças de encontrar a dona já estavam se esgotando.

“O pessoal esquece documento, celular, essas coisas. Até quem é da região e acha isso entrega pra mim, aí eu vejo quem é o verdadeiro dono. Mas a carteira dela não tinha um documento. Tinha apenas o dinheiro e cartão de loja, taxista…”, contou.

Essa loja que ela tinha o cartão era de um shopping de Ponte Nova. E um de seus fornecedores, o Luciano, é dessa cidade. “Eu perguntei pra ele se ele não conhecia essa senhora, mas ele falou que não. Então, durante um encontro de família, o rapaz descobriu que a sua sogra era colega da mulher que perdeu a carteira. Aí só foi fazer o contato que tudo se resolveu”, disse seu Geraldo, que se emocionou com o caso.

“Eu fico orgulhoso de mim mesmo. Eu fiquei muito satisfeito só de ouvir a voz dela no telefone. Eu demorei tanto assim, mas graças a Deus eu encontrei”, disse. Através de Luciano, o fornecedor do restaurante, a carteira foi devolvida à verdadeira dona com seguinte bilhete: “Esquecida no caixa no dia 22/07 de setembro de 2018, às 7h30”.

Após esse ato de generosidade, dona Mazza quer encontrar o seu Geraldo para agradecê-lo pessoalmente e ainda dar um presente pra ela. “Eu queria prestar uma homenagem para a atitude desse senhor, que nesse mundo ele é um exemplo. Essa á proposta de vida dele, devolver o que ele acha e não é dele”, concluiu.

Fonte do link