Com aulas suspensas, Betim antecipa férias escolares de julho


Com as aulas suspensas na rede municipal desde o dia 18 de março devido à pandemia do coronavírus, a Prefeitura de Betim, na região metropolitana,  anunciou que vai antecipar para abril parte das férias escolares de julho e alguns recessos.

A ação foi determinada pelo decreto 42.061, publicado no “Órgão Oficial” do município. Em razão disso, também foram concedidas férias aos  profissionais dos ensinos fundamental e infantil. 

Segundo o secretário municipal de Educação, Pedro de Oliveira Pinto, a medida visa organizar o corpo docente para quando as aulas puderem ser retomadas. Ele destacou que, até o momento, será preservada a segunda quinzena de julho para o gozo efetivo de férias regulamentares dos profissionais da educação.

Ainda segundo o secretário, essa decisão foi construída junto com representantes legais da categoria e do Conselho Municipal de Educação de Betim, em reunião na última terça-feira (31), com a participação também das superintendentes das redes de ensino fundamental e infantil, Luciane Campos e Marilene Pimenta.

Alternativas
Pedro Pinto ressaltou que outras medidas estão sendo construídas para amenizar, ao máximo, a alteração do calendário letivo de 2020. “Desde a suspensão das aulas em 18 de março, estamos buscando soluções para nossos alunos, como a oferta do ensino à distância. Há uma plataforma de “EAD” estruturada, mas esbarramos na falta de condições de acesso à internet por metade dos nossos alunos, até então, um desafio para nós”, acrescentou.

O secretário também destacou que foi disponibilizado um conteúdo online para os alunos, que pode ser acessado pelo site da Secretaria Municipal de Educação (Semed) para todos os alunos do Ensino Fundamental. “A equipe da secretaria vai continuar trabalhando para disponibilizar esse conteúdo, que está sendo muito acessado, e ajuda os alunos a se manterem atualizados”.  

Em nota, a prefeitura também informou que, após o anúncio da Medida Provisória que prevê a flexibilização do calendário escolar 2020 para o enfrentamento da pandemia da COVID-19, o município está avaliando ainda outras alternativas.

O secretário de Educação ainda ressaltou que as soluções vêm sendo estudadas pelo Ministério da Educação (MEC) junto às secretarias estaduais e municipais de educação do país inteiro, mas que ainda não há nenhuma normativa nesse sentido. “Uma das possibilidades seria distribuir a carga horária de 200 horas em menos dias letivos”, adiantou.

Como fica o calendário escolar segundo o Decreto 42.061, publicado em 31/03/2020:
–  Os dias letivos de 01 a 04, de 06 a 08, e, 13 de abril de 2020 serão compensados nos recessos dos dias 21 a 24, 28 a 31 de dezembro de 2020;
– Os recessos dos dias 20 de abril e 12 de junho de 2020 serão compensados nos dias 14 e 15 de abril de 2020, respectivamente;
– As férias serão antecipadas do dia 02 de julho a 16 de julho e serão gozadas nos dias 16 de abril a 30 de abril de 2020.
– O pagamento de 1/3 de férias aos professores, referente ao período antecipado, será realizado no mês de julho de 2020.

Fonte do link

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

20 − quatro =