Com agravamento da pandemia, STF pode vetar em plenário cultos e missas

Após a decisão liminar de Kassio Nunes Marques que liberou missas e cultos presenciais por todo o país, os ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) têm pressionado para que o tema seja prontamente discutido em plenário, o que ainda não foi agendado.

Fonte do link

Compartilhe:

Comentários