Colombiano mente para a polícia que foi roubado para não pagar dívida em MG


Um homem de 34 anos foi até à 70ª Companhia da Polícia Militar (PM) em Juiz de Fora, na Zona da Mata, para prestar queixa de um roubo à mão armada na tarde desse sábado (21).

Aos militares, a suposta vítima, que é natural da Colômbia, contou que estava assistindo um jogo de futebol no bairro Santa Terezinha, quando um criminoso o abordou com uma arma de fogo e roubo R$ 4.000 e um aparelho celular. Como testemunha do ocorrido, ele levou uma mulher, T. A. A. S., de 38 anos. 

A PM informou que G. A. R. P. estava visivelmente abalado, mas algumas informações geraram suspeitas. Os policiais fizeram alguns questionamentos, como: “Por que você estava bebendo em um bar com R$ 4.000 na pochete?”; “O assaltante levou um celular e deixou outro?”; “Por que não ligou na hora para a polícia?”; entre outros.

Ao entrar em contradição, o colombiano acabou dizendo a verdade. Ele disse que pegou dinheiro emprestado com uma pessoa, mas como o prazo para a devolução seria na próxima segunda-feira (24), ele queria ganhar mais tempo para quitar a dívida.

Segundo a PM, quem fizer comunicação falsa de crime, sabendo que o fato não ocorreu, pode levar de um a seis meses de prisão, ou multa.

Fonte do link