Cientistas descobrem evidências de uso do tabaco há 12.300 anos, o mais antigo de que se tem notícia



Cientistas descobriram evidências de um marco da cultura humana -o mais antigo uso conhecido do tabaco- nos restos de uma lareira construída por antigos habitantes do interior da América do Norte há cerca de 12.300 anos, no deserto do Grande Lago Salgado, em Utah (oeste dos Estados Unidos).

Os pesquisadores encontraram quatro sementes carbonizadas de uma planta de tabaco silvestre entre o conteúdo da lareira, juntamente com ferramentas de pedra e ossos de pato que restaram de refeições. Até agora, o mais antigo uso documentado de tabaco era na forma de resíduos de nicotina encontrados em um cachimbo no Alabama, datado de 3.300 anos atrás.
Leia mais (10/17/2021 – 06h00)

Fonte do link

Compartilhe:

Comentários