Campanhas pela infância erram

Todas as campanhas pela primeira infância são fundamentais e bem vindas, pois baseiam-se no dado crucial de que os primeiros anos são janelas de oportunidade que se fecham e que é infinitamente mais rentável investir no começo da formação do que se haver com as distorções psíquicas e sociais de uma geração que não foi bem assistida.

O documentário “O Começo da Vida”, do qual tive o prazer de participar, tem o Nobel de Economia James Heckman dando a proporção de 7 para 1 do retorno de investimentos na primeira infância. Nada mal como justificativa para um mundo que pouco se interessa pela humanidade, mas não tira os olhos do lucro.
Leia mais (10/19/2020 – 23h15)

Fonte do link