Caderneta de racionamento cubana não garante o direito à alimentação



Em seu discurso na Assembleia-Geral das Nações Unidas de 23 de setembro, o presidente Miguel Díaz-Canel afirmou que “apesar dos obstáculos, o governo cubano, com esforços extraordinários e apesar das carências e dificuldades, garante o direito universal à alimentação através da cesta básica familiar, que todos os cubanos e cubanas recebem, e que inclui 19 produtos alimentares de primeira necessidade a preços acessíveis”. No entanto, a realidade dos cubanos comuns está muito distante da enunciada pelo presidente. A caderneta não cobre todos os 19 produtos e aqueles que inclui não são suficientes, seja em variedade ou em quantidade, para cobrir as necessidades de um mês inteiro.
Leia mais (10/19/2021 – 10h00)

Fonte do link

Compartilhe:

Comentários