Brasil inibe alta maior de preços de alimentos no mundo

A alta mundial nos preços dos alimentos, registrada pela FAO, poderia ser maior, não fosse o Brasil, segundo dados do Usda (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos).

Enquanto grandes produtores e exportadores, como Estados Unidos, Argentina e Ucrânia, têm perdas na produção, o Brasil vem registrando recordes.

O milho é um dos destaques nesta safra. Os americanos, que chegaram a estimar 406 milhões de toneladas, produziram apenas 360 milhões, conforme dados atualizados nesta terça-feira (12) pelo Usda.

A queda ocorre em um momento de previsão de alta no consumo de milho para a produção do etanol. Esse setor industrial consome 35% da produção total do cereal do país.
Leia mais (01/12/2021 – 23h15)

Fonte do link