Brasil deveria acabar com regime de partilha no pré-sal, diz presidente da Petrobras

O Brasil deveria acabar com o regime de partilha de produção de petróleo na exploração do pré-sal ou eliminar regra que obriga que determinadas áreas sejam licitadas sob esse modelo contratual, afirmou nesta terça-feira (20) o presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, argumentando que a regulamentação não incentiva a eficiência.

Atualmente, no Brasil, há uma região delimitada nas bacias de Campos e Santos, com reservas do pré-sal, onde as áreas devem ser licitadas sob regime de partilha de produção, quando as empresas pagam percentuais do seu lucro em petróleo ao governo pelo direito de explorar, além de bônus de outorga e royalties.
Leia mais (08/20/2019 – 12h29)

Fonte do link

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here