Boni discorda sobre fim de contratos na Globo: 'A gratidão é imprescindível'



Sônia Abrão fez a J.B. de Oliveira Sobrinho, o Boni, a pergunta que faltou ao Roda Viva de segunda-feira passada (14), quando o ex-todo-poderoso da Globo foi entrevistado na TV Cultura: como o executivo vê o encerramento de contratos com grandes grifes da Globo, como Tarcísio Meira, Glória Menezes e Antônio Fagundes? “Alguns artistas vieram não por salários milionários, porque não havia dinheiro, eles vieram porque acreditavam numa ideia”, explica Boni, sobre o início da ascensão da Globo. “Eles têm que ser tratados de uma forma diferente, tem que haver uma gratidão em relação a esse pessoal, que eu considero investidores e não contratados da TV Globo”, disse ele.
Boni admite que “modernamente, deve-se contratar as pessoas para fazer um determinado trabalho, como é em Hollywood: contrata-se para fazer um filme. A contratação por obra certa é legítima, mas a gratidão é imprescindível”, disse o executivo, em vídeo exibido pelo programa A Tarde é Sua, na RedeTV!.
Leia mais (09/19/2020 – 22h56)

Fonte do link

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

dezesseis + nove =