Bombeiros de Minas atendem mais de 13 chamadas de incêndio florestal por hora


O fogo não tem dado trégua ao Corpo de Bombeiros de Minas Gerais. Somente nesta terça-feira (14), até as 18h, os militares da corporação já haviam sido empenhados para atender a 238 chamadas de incêndios florestais no Estado. 

O balanço foi divulgado no início da noite desta terça, entretanto, a corporação destaca que este é o número de registros que deram entrada no sistema ao longo do dia, já que ele pode ser alterado após uma análise “mais acurada” sobre a necessidade ou não atuação do Corpo de Bombeiros. 

Porém, o número não está muito distante dos dados captados pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) sobre os focos de incêndio em Minas nos últimos dias. Segundo o relatório do órgão, na segunda-feira (13) os satélites captaram um total de 293 focos, um aumento de 72% em relação ao dia anterior, quando foram 170 os registros. 

Ainda conforme o instituto, de janeiro até o dia 13 de setembro, o Estado somou 6.835 focos, um incremento de 64% em relação ao mesmo período de 2020, quando haviam 4.158 focos registrados.

No mês de setembro, Minas Gerais só está atrás do Piauí entre os estados com mais focos de incêndio, totalizando 2.201 focos contra 2.312 do estado nordestino. O aumento em Minas, em comparação com agosto, foi de 337%. 

 

Fonte do link

Compartilhe: